RELÓGIO DA TORRE DA MATRIZ

Em 1891, com o golpe do Marechal Floriano Peixoto, o Coronel Cristiano Lauritzen, à época, amigo e compadre do Vigário Sales, resolveu dar o saldo em dinheiro a uma obra de interesse local a fim de não cair nas mãos de Republicanos. O dinheiro foi empregado na compra do Relógio da Matriz. Em 16 de agosto de 1896, o Vigário Sales inaugurou solenemente o Relógio da Matriz.

MORTE DO MONSENHOR SALES

No dia 15 de agosto de 1925, é anunciada a morte do Monsenhor Luís Francisco de Sales Pessoa, que durante quase 42 anos viveu como vigário dessa Matriz. A pedido do povo Católico, o Monsenhor Sales foi sepultado no Jardim que existia, naquela época, atrás da Matriz.