A Festa
ANO 2007
Os festejos em honra à Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Campina Grande, da Diocese e da Catedral, acontecem no período de 29 de novembro a 08 de Dezembro.

As celebrações religiosas acontecem na Catedral com a participação das paróquias da Diocese de Campina Grande -, local e de outras cidades do interior.

Dentro da programação religiosa, além do novenário que acontece todas as noites até o dia 7, outras atividades aglomeram milhares de fiéis como é o caso do que ocorre no dia 08: Missa da Alvorada (7h); Café com Maria para acolher os devotos (8h); Missa Solene (10h) e procissão (16h).

Essa procissão é uma oportunidade de manifestação popular em devoção à Nossa Senhora da Conceição, que se inicia com a concentração das pessoas na Catedral e prossegue conduzindo a Imagem de Nossa Mãe pelas principais ruas da cidade em direção ao Parque do Povo. Importante dizer, que nesse trajeto outras demonstrações de reverência à Maria também são observadas, é o caso das famílias que organizam Altares nas suas casas ou sacadas dos prédios e ficam cantando e orando em glória à nossa estrela.

No Parque do Povo, é celebrada pelo bispo a Missa pricipal da festa (17h). A seguir a imagem de Nossa Senhora é reconduzida à Catedral.

A programação sócio-cultural é realizada todas as noites, após as novenas, na praça Nossa Senhora da Conceição - pátio da Catedral.

ANO 2006

A festa da padroeira no ano de 2006 teve como Tema: ?Evangelizar com Maria é missão de todos nós?-, data de realização: 26 a 8 de dezembro. Sendo: dia 26, a carreata da divulgação da festa, dia 27 às 19:30h Missa com os Bispos do Nordeste presidida pelo Arcebispo Dom Aldo e a partir do dia 29 até o dia 07, Novenário com a participação das diversas paróquias da diocese e programação cultural, no pátio da Catedral-, local onde se encontravam instaladas diversas barracas de alimentação, após o Novenário. Dia 8 ocorreu a Missa da Alvorada, o Café com Maria, com expressiva presença de pessoas da comunidade e de um modo geral, e a procissão em direção ao Parque do povo (local da Missa de encerramento da festa).
Desta vez, a festa foi organizada por uma comissão composta pelas equipes: Infra-estrutura e Finanças; Divulgação(Rádio, Televisão, site da Catedral, faixa com o site da Catedral, panfletagem em diversas paróquias da cidade, envio da programação e convite às diversas paróquias e outras instituições religiosas dentro e fora da cidade); Terço Missionário, Vendas (Camisetas, Novenário, chaveiro, etc), Liturgia, Ministros Extraordinários da Comunhão; Ordem e Limpeza e Café com Maria

ANO 2005

Dia Maior da Celebração da Festa de Nossa Senhora da Conceição,08 de Dezembro de 2005

Iniciou-se com a Missa da Alvorada, às 7:00h, celebrada por Pe. Antônio Apolinário, com a participação de muitos fiéis. A seguir foi oferecido aos presentes o café com Maria. Este momento, organizado pela Pastoral da Crisma, já vem ocorrendo a cinco anos.

A cada ano, observamos que a comunidade está percebendo, a beleza desse momento de congraçamento, de solidariedade, onde não só os integrantes dos serviços da Catedral, mas também todas as pessoas que lá chegam são bem vindas a esse café preparado e servido, sob as bênçãos de Nossa Senhora da Conceição.

As 10:00h, sob a presidência do bispo Dom Jaime Vieira Rocha, foi realizada a Missa no Lar, concelebrada por vários padres. Ocasião em que, entre outras simbologias, foram conduzidas ao longo da Missa, faixas representativas das dimensões: Bíblico-Catequética; Sócio-Transformadora; Comunitário-Participativa; Litúrgica e Missionária.

A tarde, a partir das 15:00h houve uma grande concentração das diversas comunidades de Campina Grande e de outras cidades, que em procissão dirigiram-se ao Parque do Povo.

Essa procissão é uma oportunidade de manifestação popular em devoção à Nossa Senhora da Conceição, que se inicia com a concentração das pessoas na Catedral e prossegue conduzindo a Imagem de Nossa Mãe pelas principais ruas da cidade em direção ao referido Parque. Importante dizer, que nesse trajeto outras demonstrações de reverência à Maria também são observadas, é o caso das famílias que organizam Altares nas suas casas ou sacadas dos prédios e ficam cantando e orando em glória à nossa estrela.

As procissões correspondem a uma especial sensibilidade popular. Quando bem preparadas, e por meio de aparelhos sonoros adequados, se colocar ao alcance de tantas pessoas a Palavra de Deus e a grandeza de Maria, nossa Rainha da Paz, podem se constituir em oportunidades de uma ação evangelizadora. Essa forma de devoção, deve, portanto, ser cultivada entre os fiéis (Doc. Pastoral dos Sacramentos da Iniciação Cristã, CNBB, 1974). Isso, acontece na Catedral como ficou comprovado em pesquisa realizada em 2004, sob a coordenação de Pe. Márcio, quando 69,66% dos respondentes revelaram que participam da procissão.

Como culminância da programação elaborada para a festa de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da nossa cidade, Diocese e da Paróquia da Catedral, foi realizada a Santa Missa, no Parque do Povo, tendo como celebrante o nosso bispo. A seguir a imagem de Nossa Senhora foi reconduzida à Catedral. A mencionada missa contou com uma presença marcante das comunidades, reafirmando e até ao que nos parece superando a participação do ano passado, quando 67,58% dos informantes declararam que participam da referida missa (Pesquisa-Catedral, 2004).

Áurea Ramos Araújo
Profa: Msc. Pesquisadora (UEPB)