Voluntários fortalecem rede em diversas frentes de trabalho na Igreja no Brasil

Dos agentes da Pastoral da Criança que monitoram em média 12 famílias da vizinhança, com orientações sobre a saúde da gestante e da criança, desenvolvimento infantil, cidadania e participação em conselhos passando pelos agentes da Pastoral Carcerária que visitam e dão assistência aos presos aos milhares de fieis que atuam em diversas frentes nas paróquias e comunidades, uma rede de voluntários católicos fortalece o trabalho promovido pela Igreja no Brasil.

Os voluntários se engajam em diversos serviços promovidos pelas prelazias, dioceses, pastorais e organismos da Igreja. Os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, de dezembro de 2017, corroboram esta atuação. Das 6,5 de pessoas que declararam fazer algum trabalho voluntário o fizeram por meio de empresa, organização ou instituição. A maioria das pessoas disse realizar essa atividade em congregação religiosa, sindicato, condomínio, partido político, escola, hospital e asilo.

Esse grupo corresponde a 3,9% da população de 14 anos ou mais de idade do país. As regiões Norte e Sul apresentaram as maiores taxas de participação voluntária. Nessas duas regiões, 5,6% e 5%, respectivamente, da população em idade ativa, participaram desse tipo de atividade.



Causas e bandeiras – Pela classificação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o trabalho voluntário pode ocorrer de forma individual, desenvolvido diretamente para outros domicílios, ou por meio de organizações, como, por exemplo, instituições religiosas e sem fins lucrativos, entidades governamentais e empresas privadas. Além disso, as atividades de voluntariado podem ser feitas para beneficiar uma grande variedade de organizações e causas: pessoas, meio ambiente, animais e a comunidade em geral.

O dia “28 de agosto” foi instituído como o Dia Nacional Do Voluntariado (DNV), por meio da Lei Nº. 7.352, sancionada pelo então Presidente da República, José Sarney, em 28 de agosto de 1985. A partir desta data, as entidades que trabalham com voluntários celebram anualmente.


O Encontro Diocesano em Criciúma, dia 25/08, comemora o Dia Estadual do Voluntário da Pastoral da Criança

Segundo dom Severino Clasen, bispo de Caçador (SC) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato, a dimensão da caridade é um traço do trabalho da Igreja. “A Igreja incentiva e apoia as pessoas que tem esse espírito para ajudar a implantar o Reino de Deus junto aos mais pobres e necessitados. Parabenizamos todos as pessoas que se dedicam ao trabalho voluntário na Igreja em gestos de caridade que fomentam e enriquecem o jeito de viver a alegria do Evangelho”, disse.

De acordo com a Pnad, o voluntariado, no Brasil, atrai mais pessoas do sexo feminino (4,6%), enquanto apenas 3,1% dos homens em idade ativa se envolveram nessas atividades. Com relação a faixa etária, a taxa de participação é maior entre pessoas de 50 anos ou mais de idade (4,6%).


CNBB