Formar líderes com sabedoria, pede Francisco à Universidade de Tel Aviv

Cidade do Vaticano (RV) – O Papa Francisco concluiu sua série de audiências na manhã de segunda-feira (23/10) recebendo uma delegação da Universidade de Tel Aviv.


Em seu discurso, o Pontífice ressaltou a importância da empatia e da sensibilidade humana na arte de educar, e não somente das habilidades profissionais e técnicas. “Ciência e sabedoria devem caminhar juntas”, destacou o Papa, explicando que por “sabedoria” entende o seu sentido bíblico, isto é, que permite ir além das realidades empíricas.

“O nosso mundo tem uma necessidade urgente de desenvolver uma cultura sapiencial”, afirma Francisco, evidenciando que é necessário formar líderes capazes de abrir novos caminhos para responder às necessidades das gerações atuais, sem comprometer as gerações futuras.

“Satisfazer esta exigência de modo eficaz é ainda mais importante considerando a atual fase de evolução e de desenvolvimento global, marcada pela crise econômico-social e por conflitos geracionais”, apontou o Papa.

O Pontífice concluiu declarando-se certo de que a Universidade de Tel Aviv pode contribuir para criar uma nova liderança, “atenta às grandes questões éticas que interpelam as nossas sociedades e à exigência de tutelar e promover os mais vulneráveis”.

“Rezo para que vocês possam sempre ter sede de sabedoria, a qual é dom divino e nos torna capazes de conduzir uma vida boa e fecunda”, foram os votos finais de Francisco.


Radio Vaticano