Nossa Senhora de Fátima visitará a sede da ONU em Nova Iorque

No próximo 12 de maio, um dia antes da celebração dos 100 anos das aparições da Mãe de Deus em Portugal, uma imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima visitará a sede das Nações Unidas em Nova Iorque.

A imagem estará presente no evento “O Centenário de Fátima e a relevância duradoura da sua mensagem de paz”. Esta é a segunda vez que uma imagem de Nossa Senhora de Fátima visitará a ONU. A primeira foi em 1952.

Durante a apresentação da imagem estarão presentes o Observador Permanente da Santa Sé ante as Nações Unidas, Dom Bernardito Auza, e o Embaixador de Portugal ante a organização, Álvaro Mendonça e Moura.

Em um comunicado de imprensa, o Pe. Roger Landry, sacerdote da Missão Permanente da Santa Sé ante a ONU, indicou que “o evento se centrará de maneira especial na importância permanente da Mensagem de Fátima sobre a paz”.






Pe. Landry assinalou que haverá uma exposição sobre as aparições na Cova da Iria há 100 anos. Também falarão sobre o chamado aos crentes de se envolverem na causa da paz através da conversão, da oração, da reparação e da consagração; e o papel dos três pastorinhos Lúcia, Jacinta e Francisco nestes temas.

No evento, a fundadora e diretora do apostolado ‘Mujeres de Gracia’, Johnnette Benkovic, também apresentará o tema “Maria, a dignidade da Mulher e o papel da Mulher na Promoção de uma Cultura de Diálogo, Meditação, Pacificação e Construção da Paz”.

Em declarações ao Grupo ACI, Benkovic indicou que, assim como a Virgem Maria “veio ao mundo através das suas aparições aos pastorinhos, cujos 100 anos serão celebrados em 13 de maio, ela ‘volta’ para recordar as pessoas no mundo todo que a mensagem é a mesma: que a paz, a esperança e a solidariedade são graças possíveis ao plano do Céu”.

A também apresentadora e produtora do programa ‘Mujeres de Gracia’ na EWTN destacou que “estamos em um tempo escuro e a mensagem da Santíssima Mãe ao mundo através dos pastorinhos de Fátima é mais relevante e importante do que nunca”.

Depois de comentar que a Virgem ajuda a unificar os crentes de diferentes religiões, Benkovic disse que reza “para que os corações das pessoas que participarão e das que acompanharão o evento através das redes sociais sejam receptivos à mensagem e que o nome Nações Unidas alcance o seu pleno significado de acordo com a vontade de Deus, através da beatitude maternal de Nossa Senhora de Fátima”.

A apresentadora da EWTN considera que “é a vontade de Deus que todas as nações do mundo, de uma maneira única para com o seu povo e a sua cultura, procurem estabelecer uma civilização do amor, infundindo com uma verdade moral segundo os mandamentos de Deus e ensinamentos da Igreja, da vida familiar, das comunidades, instituições, organizações e entidades governamentais”.

A imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima chega à ONU no mesmo dia em que o Papa Francisco viaja a Portugal para celebrar os 100 anos das aparições da Mãe de Deus na Cova da Iria
Fonte: Acidigital