Primeiro módulo da Escola da Fé é concluído na Catedral

Nessa  quinta feira(17), teve continuidade na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição a Escola da fé, iniciada na última terça passada. Ministrada pelo diácono Van Victor, ela é composta por 4 módulos que são semestrais e vão acontecer durante 3 dias de cada mês.

O intuito da escola é ajudar e facilitar a compreensão da bíblia: os sentidos, razões e significados, as traduções  e interpretações dos termos cerca de 2016 anos após terem sido escritos.

Na palestra de Hoje, último encontro do mês de março, diácono Van Victor tratou de temas como -  o significado de irmão nas escrituras, as celebrações, a eucaristia, o dizimo.

Ao final foram feitas as considerações pelo diácono que agradecendo pela presença de todos fez também o convite para levarem mais pessoas no mês seguinte, e enfatizou a importância dos encontros dizendo que é preciso "tomar a palavra devorá-la com fé e amor. E com o auxílio da Igreja  que nos ajuda a praticar e interpretar guiados pelo Espírito Santo."

Os encontros são abertos para toda e qualquer pessoa que queira participar e não é cobrado nenhum valor.

 

Fonte: (Pascom Catedral)

 


Uma das mais importantes e tradicionais festas do calendário litúrgico, a Solenidade de Corpus Christis é realizada sempre na primeira quinta-feira após o domingo da Santíssima Trindade. No Brasil, onde é feriado, a data é celebrada por inúmeras manifestações de fé pública, que compreende desde  peregrinações até a confecção de belos tapetes eucarísticos.
Na Missa das 10h, o Presidente da celebração, o Padre Luciano Guedes, destacou o caráter histórico da festa. “No decorrer da história vemos inúmeros sinais da aliança que Deus promove com o seu povo, desde Moisés até hoje, percebemos um criador que é plena fidelidade e comunhão”, contou o sacerdote.
O evangelho de São Marcos 14, 12-16. 22-26 apresenta um Cristo que se oferece para a imolação definitiva. “O sangue de Jesus sela a nova aliança conosco, e esse sangue é derramado por todos como expiação dos pecados, como nos lembra a segunda leitura. O sacrifício de Cristo é a eterna libertação, é o sacrifício da ação de graças, ou seja, é a eucaristia”, ressalta Padre Luciano.
O inspirador Santo Agostinho define o sacramento da Eucaristia como um vínculo de caridade, piedade e unidade. Para São Tomás de Aquino, o corpo de Cristo perdoa os pecados, e em Santo Ambrósio, ela é um remédio para as enfermidades da alma.
É em busca desse alimento espiritual revigorante que a comunidade cristã faz memória em cada celebração.
À tarde, uma multidão participou da segunda Missa Solene, presidida pelo bispo diocesano, Dom Manoel Delson, com a presença do clero da cidade, religiosos, religiosas, pastorais e movimentos, das paróquias de Campina Grande, e todo o povo de Deus. Em seguida aconteceu a procissão de Corpus Christi. A cada esquina, em cada apartamento ou em frente às suas casas, moradores se aglomeraram com o intuito de pedir uma benção ou render graças ao Santíssimo Sacramento, que levavam em seu coração, os anseios dos campinenses por dias paz.
Durante as celebrações, presença das TV´s, Rádio Caturité, Pascom Catedral e Pascom Diocesana na cobertura. 

 
Texto: Emilson Garcia e Aurea Ramos (Pascom Catedral)

 

Texto e fotos
PascomCatedral