Paróquia de Nossa Senhora da Conceição - Catedral Diocesana de Campina Grande-PB

CORPUS CHRISTI ? ANO A - ?EUCARISTIA, FONTE DE COMUNHÃO?

RITO INICIAL
Motivação (saudações espontâneas).
A Eucaristia é sacramento de unidade. A festa de Corpus Christi é a festa do reconhecimento e da memória. A comunidade cristã reconhece as obras realizadas pelo Senhor. Celebra o memorial do Deus que se dá em alimento para saciar a fome. A Eucaristia é memorial de Deus que atuou e continua presente na história.
Iniciamos as comemorações do Jubileu da Diocese de Campina Grande, 60 anos de evangelização e de missão. Queremos assim lembrar que, entrar em comunhão com Cristo no memorial de sua Páscoa significa, ao mesmo tempo, experimentar o dever de fazer-se missionário do acontecimento libertador atualizado pela celebração eucarística. O Senhor novamente nos envia para impregnar a sociedade dos valores da Eucaristia.
Somos Igreja que caminha. Por isso, fiquemos em pé para recebermos a equipe de celebração, presidida pelo nosso bispo diocesano, D. Jaime, juntamente com os seminaristas, acólitos, ministros da comunhão e da palavra. Cantemos o canto de entrada.

? Canto de Entrada

? Acolhida do presidente
Pres: Em nome do Pai...
Irmãos e irmãs, o Senhor alimentou seu povo com a flor do trigo e com o mel do rochedo o saciou. Que a graça e a paz de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco!
Ass: Bendito seja Deus...

? Ato Penitencial - CANTADO.
PRES: Senhor, buscamos nossa realização em tantas coisas secundárias, agarramo-nos em coisas tão pobres e passageiras. Não buscamos o que é essencial para nós. Reconhecendo nossas limitações, faltas e pecados, vimos ao vosso encontro para vos pedir perdão.
Canto apropriado.




PRES: Deus nosso Pai, dai-nos vosso perdão e vossa paz, e conduzi-nos todos em vossos caminhos e à vida eterna.

? Hino de Louvor
O presidente da celebração convida a assembléia a cantar o hino de louvor.

Oração do Dia


? LITURGIA DA PALAVRA
Na histórica caminhada do deserto, o maná se transformou no sinal da presença amorosa e fiel de Deus no meio de seu povo. O salmo responsorial 147 é um hino de louvor ao Deus altíssimo, que liberta e restaura a vida do seu povo. A Segunda leitura nos diz que a participação e a comunhão no Corpo e Sangue de Jesus, o novo maná, nos transforma em membros do Corpo de Cristo. O evangelho nos ensina que Jesus é o pão vivo descido do céu, quem dele se alimenta não morrerá.

1a leitura (Dt 8, 2 ? 3 . 14b ? 16a)

Salmo Responsorial

2a leitura (1Cor 10, 16 ? 17)

Seqüência (forma breve)
A seqüência é facultativa.
Eis o pão que os anjos comem / transformado em pão do homem;/ só os filhos o consomem: / não será lançado aos cães!
Em sinais prefigurado,/ por Abraão foi imolado,/ no cordeiro aos pais foi dado / no deserto foi maná...
Bom pastor, pão de verdade,/ piedade, ó Jesus, piedade, / conservai-nos na unidade, /extingui nossa orfandade, /transportai-nos para o Pai!
Aos mortais dando comida,/ dais também o pão da vida;/ que a família assim nutrida/ seja um dia reunida/ aos convivas lá do céu!

Evangelho (João 6, 51 ? 58)
Diante da multidão faminta, Jesus revela que o ?sinal? é ele mesmo: novo dom de Deus à humanidade. Aclamemos o santo evangelho, cantando.

? Aclamação
? Proclamação
? Homilia
? Profissão de fé

? Preces da comunidade
PRES: Deus nos falou. Compreendemos que o homem não vive só de pão, mas de toda palavra que sai da boca do Senhor. Rezemos para que ele nos dê sempre o pão vivo que desceu do céu, o Cristo salvador. Digamos: VEM SENHOR, SACIAR NOSSA FOME DE AMOR!
1- PELA SANTA IGREJA DE DEUS, para que o sacrifício de Cristo, tornado presente nesta eucaristia, a cumule de graça e que a faça cada vez mais discípula e missionária, rezemos.
2- PELOS QUE SOFREM no mundo inteiro por causa da violência, da fome, das doenças, das drogas e do desemprego; para que encontrem conforto e esperança em nossa solidariedade e sobretudo no Pão do céu, rezemos.
3- POR TODOS OS NOSSOS GOVERNANTES e por aqueles que detêm os poderes econômicos e científicos; para que participando e adorando a Eucaristia se comprometam mais em trabalhar em beneficio do povo, defendendo e promovendo a Vida, rezemos.
4- POR TODOS NÓS que estamos aqui e por nossas comunidades, para que nos aproximemos ainda mais do Cristo, o amemos e adoremos sua presença eucarística, suplicando-lhe que ?fique conosco?, rezemos ao Senhor.
5- PARA QUE A NOSSA DIOCESE, celebrando seu jubileu, cultive cada vez mais o amor à Eucaristia e que assim encontre coragem de anunciar Jesus, principalmente aos mais pobres e afastados, rezemos.
Outras intenções
PRE: Deus, nosso Pai, que dais o alimento a todo ser vivo e nutristes com o maná vosso povo no deserto, jamais deixeis faltar à vossa Igreja o pão eucarístico que a torna um só corpo em Cristo nosso Senhor.

? LITURGIA EUCARÍSTICA
No altar do Senhor se realiza o grande mistério da fé. Jesus se faz presente e sacia a nossa fome. Ele é o Cordeiro Pascal, alimento salutar e sustento na missão. Canto das ofertas.
Procissão das ofertas com os ministros.



? Oração sobre as oferendas
? Oração eucarística III
(Missal, p. 482 ? Pref. 57 p. 440).

? RITO DA COMUNHÃO
? Pai nosso ?
? Oração pela paz
? Comunhão
A eucaristia é o banquete sagrado no qual, por meio da comunhão ao Corpo e Sangue do Senhor, o povo de Deus participa dos bens do sacrifício pascal, renova a aliança feita por Deus com os homens, uma vez para sempre, no Sangue de Cristo. Canto de comunhão.

? Oração após a comunhão

? RITO FINAL
? Avisos
O SANTÍSSIMO FICARÁ EXPOSTO ATÉ AS 14:30h. (manhã)
PROCISSÃO DO SANTÍSSIMO (tarde).

Bênção final e Despedida.

Eraldo Amorim (Equipe de Liturgia da Catedral)